• CRÍTICA | Séries teens com força total

    Séries teen com força total

    Quem achava que com Pretty Little Liars chegando ao fim após 7 temporadas, seria também o fim de séries adolescentes de sucesso na telinha, estava errado. Riverdale estreou esse ano nos Estados Unidos. A série é um drama adolescente que vem criando um grande número de fãs. A história tem seus personagens baseados nos personagens da Archie Comics, uma editora de quadrinhos norte-americana, conhecida por seus inúmeros títulos estrelados por protagonistas adolescentes. Roberto Aguirre-Sacasa, chefe criativo da Archie Comics, escreve a história da série ao lado do produtor executivo Greg Berlanti.

    A série começa em torno de um crime que ocorreu durante o último verão, o assassinato de Jason Blossom, um adolescente filho da família mais rica da cidade e um dos alunos mais populares da escola. Jason era um garoto misterioso , não se sabia muito dele além de seu namoro com Polly Cooper. Sua morte deixou interrogações nas mentes de todos, e agora aos poucos seu passado vai sendo desenterrado, causando surpresa até em seus familiares.
    Após esse trágico verão, os colegas de Jason tentam voltar a sua rotina habitual na escola. Aqui entra um dos personagens principais, Archie Andrews, membro do time de futebol americano da escola, começa à volta as aulas decidido a iniciar sua carreira musical. Após um rápido e intenso relacionamento secreto com sua professora de música durante o verão, Archie tenta agora reatar sua amizade com Betty sua vizinha e grande amiga, e com seu ex-melhor amigo Jughead.

    Cada personagem dessa cidade é muito peculiar, pode-se perceber que cada um tem uma grande jornada pela frente seja de se provar, ou se descobrir. No caso de Betty Cooper, ela enfrenta uma difícil relação com os pais, principalmente com sua mãe, arrogante e super-protetora, esconde muitas coisas de Betty, inclusive o que havia acontecido com sua irmã Polly Cooper após a morte de Jason. A personagem ainda tenta lidar com o forte sentimento que tem por Archie Andrews.

    Certamente o clima de cidade pequena e calma que Riverdale possuía, havia sumido de vez após aquele verão, principalmente com a chegada de Verônica Lodge, após a prisão do pai, passa por momentos difíceis com sua mãe e se veem obrigadas a morar em Riverdale. Com uma família rica e também cheia de mistérios, Verônica tenta se encontrar naquele momento, a amizade com Betty Cooper seria algo a contribuir para sua nova personalidade se estabelecer, a cruel e intimidadora garota de sua antiga escola, agora era a protetora dos que não podiam se defender.
    Isso é apenas uma parte das singularidades dos inúmeros personagens que habitam Riverdale, este é um dos pontos mais intrigantes sobre a série, cada centro de personagens carrega sua própria bagagem, e isso acaba levando cada um deles por caminhos bem diferentes, onde improváveis amizades ou relacionamentos acabam se formando.

    Os problemas pessoais abordados aqui são um espelho da realidade que cada adolescente passa nessa fase, que envolvem inclusive diferentes classes sociais, difícil algum momento em que alguém possa não se identificar com pelo menos uma dessas problemáticas. A jornada que esses personagens enfrentam é empolgante. E tudo isso nos é apresentado sobre um clima surreal de segredos e mistérios, como se nada fosse o que parece ser, como se sempre tivesse algo a mais a ser revelado, algo inesperado. Riverdale já foi renovada para sua segunda temporada, nos Estados Unidos é apresentada pelo canal The CW e no Brasil é exibida toda segunda-feira pelo canal pago Warner Channel.

    Por: Hiago Araújo

    Deixe seu comentário

    Este artigo não possui comentários